Arquivo para maio, 2010

Não Seja Um Balão de Aniversário!

Posted in Despertamento, Uncategorized on maio 22, 2010 by Gean Pierre

Sempre achei muito interessante e engraçada uma frase que ouvi de um pastor de Belo Horizonte onde ele nos dizia para não sermos ‘balões de aniversário’ que são bonitos e enfeitados por fora, mas são cheios de nada.

Essa frase, apesar de engraçada, ecoa na minha mente diariamente e entristece o meu coração quando me deparo com a superficialidade em que o nosso mundo vive hoje.

É alarmante o número de escândalos que surgem dia após dia, nos quais encontramos pessoas que, aparentemente, não demonstravam atitudes maliciosas, mas que de repente são tomadas por pensamentos absurdos que as leva a cometer ações terríveis.

De onde procedem estas coisas? Onde brotam essas sementes malignas?

Jesus responde estas perguntas:

“O Homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca.”

(Lucas 6:45)

 

“Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.”

(Mateus 15:19)

 “Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios”

(Marcos 7:21)

O rei Salomão nos aconselha em seu livro de Provérbios a guardar esta fonte chamada ‘coração’:

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”

(Provérbios 4:23)

Jesus nos diz em Marcos 7:21 diz que do ‘coração’ do homem é que procedem ‘os maus pensamentos’. Mas os pensamentos não provêm da mente? Sim!

Entendemos então que nossa mente é a fonte de todos os nossos desejos, vontades, inteligência e sentimentos. Tudo começa e termina na mente, é ela que devemos guardar com todas as nossas forças.

É em nossa mente que devemos semear as melhores sementes, para que a seu tempo colhamos os melhores frutos.

Estamos vivendo dias em que a mídia tem enchido nossas mentes com sementes podres que, por conseqüência, geram frutos piores ainda. Os programas de TV estão se tornando cada vez mais ousados, profanos e sem limites. Já dizia o velho ditado que ‘mente vazia é oficina do diabo’ e isso é a mais pura verdade.

O apóstolo Paulo recomendou aos seus amados de Roma que não entrassem na ‘forma’ deste mundo, que não se deixassem ser moldados pelos conceitos deturpados e insanos deste mundo:

“E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”

(Romanos 12:2)

Do que o mundo tem enchido o seu coração nos dias de hoje? Creio que você concorda comigo que o que mais preenche o coração dos homens nessa terra nos dias de hoje são os ‘prazeres temporais’.

Nunca se viveu um período da história tão sem limites morais como o que estamos vivendo e presenciando. Os valores não estão mais somente invertidos, agora estão sendo destruídos. O ladrão é chamado de herói, o talentoso é tido como ‘o que tem o modelo de vida desejável’ mesmo vivendo uma vida devassa e desregrada, a mulher seminua ou nua é o centro das atenções e chamada de ‘atriz’ e suas devassidões de ‘trabalhos fotográficos’ ou ‘vídeos profissionais’.

O hedonismo (doutrina filosófica que faz do prazer o objeto da vida) impera nos corações e deixa o ser humano cada vez mais insaciável, porém, cada vez mais vazio, mais insensato, mais longe de Deus e do seu próximo.

É por isso que dia após dia me entristeço mais ao ver tantos ‘balões de aniversário’ cruzando o meu caminho. Pessoas que curtem todas as ‘baladas’, bebem todas, beijam muito, fumam muito, trocam de parceiros sem compromisso nenhum, mas que no fim da noite se encontram tão vazios de si mesmos, tão incompletos, tão longe de viveram a verdade felicidade.

Jesus disse:

“Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça (desejo imoderado e inconfessável de possuir); porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possui.”

(Lucas 12:15)

Somente Jesus pode completar nosso coração verdadeiramente, preencher este vazio que sentimos dentro da nossa alma, nos conduzir de volta ao Pai. O filho pródigo (que significa ‘esbanjador’) representa cada um de nós quando pedimos a Deus que nos dê o que precisamos, nossa herança, e saímos por esta vida afora em busca de prazeres temporais, alegrias falsas que no outro dia se transformam em dores de cabeça e decepções, e acabamos no fim de tudo sem nada e desejando voltar a casa do Pai.

Mas o que fazer então para não se tornar um ‘balão de aniversário’, bonito por fora, mas cheio de nada? O que fazer com o coração? Como preenchê-lo? O que semear no seu solo?

Vamos à receita da Palavra de Deus que tem todas as respostas que precisamos:

  • Ame e obedeça ao Senhor:

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.”

(Mateus 22:37)

Amar o Senhor significa ‘obedecê-Lo’: “Se alguém me amar, guardará a Minha palavra;” (João 14:23b). Quanto mais você amar o Senhor e obedecê-Lo menos você terá tempo e anseio pelas outras coisas passageiras que tentam te enlaçar diariamente. Quando conheci minha esposa e me apaixonei por ela, todas as outras mulheres perderam o encanto, pois meu coração foi enlaçado pelos laços de amor da minha esposa. E, quanto mais a conheço, mais a amo, pois o amor é progressivo, constante, fiel e me torna cada dia mais dela. Esse é o ingrediente inicial para você caminhar com Deus: amá-Lo! 

  • Escolha o melhor tesouro:

Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.”

(Mateus 6:19-21) 

  • Se decida por seguir ao Senhor pra valer e não somente em palavras:

“E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim”

(Marcos 7:6)

Dizer que se tem Deus no coração é bem diferente de realmente tê-Lo. Se você não O obedece você não O ama, se não O ama você não O tem, pois dois não podem ficar juntos se não se amam:

“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.”

(Mateus 6:24)

  • Não viva uma vida dupla, pois você só andará em círculos:

“O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos.”

(Tiago 1:8) 

  • Tente viver uma vida tranqüila trabalhando e lutando cada dia, na certeza de que o Senhor cuida de você e que tudo Ele tem em Suas mãos, todo o poder, toda a provisão, todo o sustento que você necessita:

“Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam; contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir? {Pois a todas estas coisas os gentios (aqueles não buscam a Deus) procuram.}. Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso. Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

(Mateus 6:26-33)

Encha-se de coisas boas, de coisas que edificam. Encha-se do amor de Deus, da Sua Palavra, dos Seus mandamentos, de tudo que Ele deseja tornar conhecido a você.

Encha-se do Senhor de tal maneira que sua luz interior, a verdadeira luz que é o Espírito Santo de Deus, reflita o amor de Deus aos que te cercam.

Chega de superficialidade!

Se nos dizemos filhos de Deus, temos que tratar de imitá-lO!

Pense nisso!

Um abração forte!

Que Deus te abençoe!

Gean Pierre

(Escrito em 22/05/2010 – Itajaí / SC – 23:49h)

Anúncios

Amado Sem Nem Sequer Tê-Lo Amado Primeiro

Posted in Despertamento on maio 17, 2010 by Gean Pierre

No Antigo Testamento, em Isaías 53:5-7 lemos:

“Mas Ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas Suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre Ele a iniqüidade de nós todos. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a Sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim Ele não abriu a sua boca.”

Quando nos deparamos com este texto, uma pergunta certamente vem à nossa mente: _ Por que Jesus fez o que fez, passou pelo que passou, sofreu o que sofreu? Qual a razão de tanto sofrimento, de tantos maus tratos a um homem que não fez mal a ninguém, muito pelo contrário, curou, amou, cuidou, alimentou, deu atenção, ressuscitou?

Essa questão pode ser respondida! Basta apenas consultarmos o infalível manual do Supremo Fabricante, a doce, infalível e imutável Palavra de Deus.

Quando Deus criou o homem, Ele o criou sem pecado, sem maldade, sem malícia, porém, deu-lhe a possibilidade de tomar decisões, de escolher seu caminho. Ele também lhe deu um propósito, uma tarefa que era a de cuidar e embelezar o jardim do Éden, o qual Deus havia posto como sua habitação e também como ponto de encontro entre Ele, o Criador e sua obra-prima, o homem.

Deus também estabeleceu regras, entre as quais estava não tomar do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal que estava no centro do jardim. Porém, mesmo assim, o homem decidiu desobedecer ao Senhor, achando que ao comer o fruto (depois de ouvir a mentira da serpente) ele e sua mulher seriam como Deus, que seus olhos se abririam para um novo mundo de poder e glória. O fim todo mundo já sabe: remorso, tristeza, vergonha e fim da comunhão entre Deus e o homem.

 O que Deus deveria fazer num momento como esse? Destruir o homem por completo e criar uma nova geração sem livre arbítrio? Deixar o homem impune?

 Se Deus destruísse o homem, o Diabo certamente diria que Deus estaria sendo injusto, que tinha criado a humanidade apenas para depois destruí-la sem dar tempo para que se arrependesse.

Se Deus não destruísse o homem, nem o julgasse, o Diabo certamente diria que o Senhor estaria sendo conivente com o pecado, fechando os olhos diante dos pecados do homem e os tolerando.

Como um Deus cuja Palavra declara que ‘é amor’ (1ªJoão 4:8) poderia ser justo ao mesmo tempo? Não deveria Ele então julgar o homem por sua maldade e desobediência? Mas, o Seu amor o deixaria julgar e condenar a coroa de Sua criação?

O Senhor declara em Sua Palavra em Êxodo 23:7c: “… Não justificarei o ímpio.”.

Ao mesmo tempo a Bíblia declara em Romanos 3:23-24:

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.”

Como um Deus justo que declara através das palavras do seu servo, o Apóstolo Paulo, que todos os homens pecaram e estão destituídos da Sua glória poderia dizer ao mesmo tempo que havia justificado os homens através do sacrifício de Seu filho?

Primeiramente Deus declara em Romanos 5:6-10 que:

“Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a Seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o Seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo Seu sangue, seremos por Ele salvos da ira. Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de Seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela Sua vida.”

 Perceba bem o que Paulo declara aqui: “…tendo sido justificados pelo Seu sangue, seremos por Ele salvos da ira.” (Romanos 5:9).

Justificados do quê? Salvos de que ira?

Justificado’ significa ser declarado justo por alguém. Salvos da ira’ significa que fomos salvos da ira conseqüente de nossa vida de pecados.

Todos nós pecamos. Todos nós perdemos todos os direitos diante de Deus através do erro de Adão. Já nascemos com uma tendência ao mal em algum aspecto da nossa vida. Mas de onde vem esse mal? Onde se origina a corrupção do coração do homem?

 Você já parou para pensar que você não precisa ensinar uma criança a mentir? Nem a manipular, ou usar de chantagem? Existe uma mal inerente ao homem que se intensifica a medida que ele cresce e vai tomando suas decisões e rumos na vida. Como pode um filho criado em um ambiente de respeito, idoneidade e pureza de repente se tornar um pedófilo, um adúltero, um negociador ilícito? Existe uma única palavra que define tudo: pecado.

Através de Adão o pecado entrou na terra e a maculou.

A justiça precisava ser feita, porém, a misericórdia disse ‘não’, mas foi a graça que disse: _ Eu vou no lugar dele. Eu assumo a culpa deste pecador.

Como Deus justo, o Senhor precisava satisfazer Sua justiça punindo o erro do homem. Pois como pode um Deus puro e santo passar por um impune? Como pode um Deus infalível errar? Como pode um Deus incorruptível tomar a mancha do não-julgamento de um ímpio?

Deus achou uma maneira de justificar o ímpio que viesse a se arrepender, pois o homem em si não conseguiria pagar o preço e a pena pela sua desobediência.

Deus entregou Seu próprio filho na cruz, inocente, sofrendo todo tipo de injustiça e violência.

A ira de Deus que deveria ter caído sobre o homem, caiu sobre Seu filho e, assim, foi satisfeita Sua necessidade por justiça.

Isaías declarou que “…ao Senhor agradou moê-lo…” (Isaías 53:10a), pois assim a justiça do Senhor foi satisfeita e sua ira ‘descontada’ em Jesus e, ao mesmo tempo, Seu amor se tornou ainda maior diante de tal demonstração.

Só nos restam perguntas que ecoam em nossos corações:

Que amor é esse? Quem pode se comparar ao Senhor em termos de amor?

Mesmo sabendo em sua eterna onisciência que o homem pecaria e que continuaria pecando e fazendo atrocidades inacreditáveis, como Ele pode ainda nos amar mais e mais?

Romanos 5:8:

“Mas Deus prova o Seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.”

Você morreria pelo assassino de um parente seu? Ou iria para a cadeia no lugar do ladrão mais conhecido da cidade? Ou ainda daria sua vida para manter vivo o juiz mais corrupto da sua nação? Foi o que Deus fez!

Não havia nada e ainda não há nada no homem, em homem algum, que o justifique diante de Deus.

Isaías declara que “…todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas maldades como um vento nos arrebatam.” (Isaías 64:6).

 

Deus não julga e traz justiça sobre as grandes maldades da terra hoje porque se Ele o fizesse teria que nos julgar também por todas as nossas maldades. Ou você acha que os seus pensamentos impuros não são vistos por Deus?

Eu e você somos maus por natureza e necessitamos de um Deus que nos limpe. E esse Deus já providenciou isso! Ele providenciou Seu filho que morreu em nosso lugar, pagou nossa sentença, sofreu o que deveríamos sofrer, suportou o que deveríamos ter suportado.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.”

(João 3:16-21)

Hoje o único e exclusivo caminho de acesso ao Pai é através do Seu Filho Jesus:

“Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”

(João 14:5-6)

Nem homens, nem espíritos, nem vozes, nem boas obras aperfeiçoarão sua vida e lhe conduzirão a Deus. Somente Jesus, o Filho de Deus é que pode nos conduzir ao Pai. Não adianta apenas crermos que podemos recomeçar e fazer um novo fim, se no final desta caminhada não estiver de mãos dadas com o Filho de Deus caminhando de encontro ao Pai que tanto nos ama e que deu Seu melhor por nós, injustos pecadores.

O homem cria tantas maneiras de fugir da responsabilidade de encarar Deus face a face. Tenta dizer que vai se reencarnar, ou que está sendo conduzido por espíritos de luz que o levarão a Deus, ou que está sob a autoridade de determinado pastor, padre, monge, guru, enfim, desculpas e mais desculpas são dadas a cada dia que se passa.

Porém, naquele grande dia só poderemos ficar impunes e justificados diante do Supremo Juiz que sonda e conhece o profundo dos corações se tivermos nossa vida nas mãos do Supremo Advogado Jesus:

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo. E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele. Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.”

(1ªJoão 2:1-6)

Pense nisso e não perca tempo! Entregue sua vida nas mãos de Jesus hoje mesmo! Arrependa-se do seus pecados e receba o perdão que só Jesus, só Ele, pode te dar!

Um abração forte!

Que Deus te abençoe!

Gean Pierre

(Escrito em 16/05/2010 – 23:00h – Itajaí / SC)