O Jardim do Nosso Coração

01No primeiro livro da Bíblia lemos:

“E plantou o Senhor Deus um jardim no Éden, na direção do Oriente, e pôs nele o homem que havia formado. Do solo fez o Senhor Deus brotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento; e também a árvore da vida no meio do jardim e a árvore do conhecimento do bem e do mal”

(Gênesis 2:8-9)

Vemos aqui, no início da humanidade, Deus se preocupando em proporcionar um lugar de habitação para o homem onde ele fosse provido de tudo que precisasse. Logo de cara, já percebemos o belo cuidado do Senhor ao lermos que Ele mesmo ‘plantou’ um belo jardim para sua criação e fez com que da tarde brotasse o sustento para seus filhos.

Porém, não gostaria de falar sobre a habitação do homem e da mulher nesse texto. Gostaria de falar um pouco sobre o jardim de Deus, o nosso coração, Seu lugar preferido.

Em Gênesis 3:8 percebemos claramente que Deus, todos os dias, ‘na viração do dia’, descia do Seu lugar para conversar com o homem, para manter comunhão com ele e sua mulher.

Este lugar de encontro era o jardim, a habitação do homem, onde ele tinha intimidade e alegria com sua esposa, sua casa, seu lar, seu cantinho mais precioso.

Essa história figura o jardim como sendo hoje o nosso coração, o lugar da nossa intimidade, onde guardamos nossos segredos mais íntimos, nossos medos e fraquezas, nossas lembranças de vitórias e derrotas, amores e desilusões, erros e acertos.

Assim como o jardim foi plantado por Deus, assim também nosso coração foi por Ele entretecido e moldado por Suas lindas mãos cheias de amor e cuidado. Essa verdade é tão forte que fez com que o rei Davi tão comoventemente escrevesse:

father and son“…os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra.  Os  Teus olhos me viram a substância ainda informe, e no Teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda. Que preciosos para mim, ó Deus, são os teus pensamentos! E como é grande a soma deles!”

(Salmos 139:15-17)

Quando ainda não tínhamos forma, o Senhor já tinha toda a nossa vida escrita no Seu livro memorial. Isso não é fantástico! É sim! Um Deus tão grande e infinito se importando com seres tão frágeis e débeis como nós humanos. Que amor é esse? Que amor é esse?

Foi Ele quem criou nosso coração e tudo que há em nós!

Deus então pôs o homem no jardim para que o cultivasse e o guardasse (Gênesis 2:15).

Assim também Deus fez com o nosso coração, o que levou o rei Salomão a escrever:

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.”

(Provérbios 4:23)

A responsabilidade de guardar o coração, nosso jardim de encontro com Deus, é totalmente nossa, pois dele é que retiramos a vida direto da fonte.

Além de Deus deixar a Adão essa responsabilidade de cultivar e guardar o jardim, o Senhor deixou ainda, sob sua responsabilidade, a mulher, sua adjutora, amiga, auxiliadora, companheira.

Todavia, Adão se descuidou e, num triste dia a mulher teve um encontro com a maldade. O diabo, a serpente, distorceu as palavras de Deus no coração de Eva e a enganou, fazendo com ela e seu marido desobedecessem ao mandamento que o Senhor havia dado dizendo:

“…De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.”

(Gênesis 2:16-17)

TristezaQue triste dia foi esse!

O lugar de encontro com Deus se transformou num lugar de desobediência, engano e decepção.

A benção se tornou em maldição, a alegria se tornou remorso, a consciência limpa em aperto no coração, a comunhão em distanciamento e estranheza.

Deus como pai amoroso e longânimo, os procura no jardim, mas eles se escondem dEle, pois a culpa já os tinha consumido.

Que situação triste! O jardim de encontro se tornou um esconderijo de vergonha.

Mas o Senhor não desistiu deles, assim como Ele nunca desiste de nós!

O Deus Todo-Poderoso que criou os céus e a terra não força o homem a nada, mas o constrange com o Seu doce amor:

“Filho meu, dá-me o teu coração, e os teus olhos se agradem dos Meus caminhos.”

(Provérbios 23:26)

O Apóstolo Paulo escreve então algo que sempre mexe muito comigo quando leio:

“Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer. Mas Deus prova o Seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.”

(Romanos 5:7-8)

Que amor é esse? É o infinito amor de Deus que permanece imutável e inabalável mesmo diante da nossa teimosa indiferença às Suas constantes demonstrações de amor.

Esse lindo Deus vai então ao encontro de Adão e Eva no jardim e os encontra escondidos (Gênesis 2:8-10), envergonhados e com malícia no seu coração.

samaritana O Deus que sabe tudo pergunta: onde estás? (Gênesis 2:9)

O Deus que tem tudo pede: dá-me o teu coração! (Provérbios 23:26)

O Deus que criou as fontes das águas se assenta junto ao poço e pede: Dá-me de beber. (João 4:7)

O Deus que tem todo o poder de criar e destruir diz: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. (Lucas 23:34)

Assim como Deus perguntou a Adão e a Eva onde eles estavam, Ele nos pergunta hoje:

> Onde você está? Por onde você tem andado? Que lugares seus pés têm pisado?

> Você tem cuidado do jardim que eu plantei dentro de você?

> Você tem sido fiel e cuidadoso com a companheira que eu pus dentro do jardim para estar contigo?

> O que você tem semeado no jardim? Sementes boas ou malignas?

> Suas árvores têm dado frutos ou somente folhas com as quais você esconde suas vergonhas, assim como Adão e Eva coseram folhas de figueira para cobrir suas vergonhas? (Gênesis 3:7)

> Você me espera na ‘viração do dia’? Há um lugar dentro do seu jardim onde Eu possa me encontrar com você?

> Quem você tem deixado entrar no jardim do seu coração? A serpente enganadora? O maligno desejo de querer ser igual ao Altíssimo Deus?

Amados, é tempo de restaurarmos esse lugar para Deus em nossos corações!

Que eu seja o primeiro! Que meu coração seja o primeiro nessa tarefa que urge em meio a este mundo caótico e corrompido!

Foi Ele quem plantou esse jardim dentro de nós! Foi Ele que despertou esse desejo em nós de buscarmos comunhão com Ele e com o Filho do Seu amor que nos constrange pelo Seu doce Espírito Santo.

Adão foi feito pelas mãos de Deus. As marcas dos dedos de Deus ficaram nEle, o Seu hálito divino preencheu todo o seu ser com vida abundante.

Nós temos as marcas de Deus em nós, Sua vida é o que nos sustenta, Seu amor é o que nos sustenta e a Sua misericórdia é a causa de não sermos consumidos a cada manhã que se renova (Lamentações 3:22).

Feche hoje mesmo os portões do jardim do Seu coração para o diabo e seus enganos; para malícia e a desobediência; para o adultério e o sexo sem compromisso matrimonial; para o desejo soberbo de ser grande e poderoso; para o orgulho que encolhe a mão ao necessitado; para o caminho espaçoso do jeito brasileiro (e estrangeiro também); para a porta larga das coisas ilícitas.

Só deixe Deus entrar nesse jardim. Só abra a porta para Ele!

Só você tem a chave, só você pode abrir o belo jardim do seu coração ao Seu criador!

Limpe Seu coração no perdão de Jesus. Arrependa-se das suas maldades, renda-se ao amor de Deus, ao convite do Seu Espírito Santo e ao irresistível apelo da Sua doce e imutável Palavra.

Jesus oferece de graça água que limpa o coração e que mata a sede do nosso ser:

“O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.”

(Apocalipse 22:17)

“Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que Eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna.”

(João 4:13-14)

“Vós já estais limpos pela palavra que Vos tenho falado;”

(João 15:3)

Mas para quê nos limparmos?

Para que, quando Deus vir ao nosso encontro, Ele não encontre apenas folhas das árvores que semeamos cobrindo nossos erros, ou frutos ruins como os de Caim (Gênesis 4:5)

Mas que Ele nos encontre de pé, como Abel, com os melhores frutos (seus animais) da sua produção, e então Ele se agrade de nossas ofertas, do que encontrar no jardim do nosso coração (Gênesis 4:4).

Que nossos frutos sejam os que o Apóstolo Paulo mostrou aos Gálatas:

“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.”

(Gálatas 5:22-23)

Que nosso coração seja esse lindo jardim!

Que Deus caminhe por Ele conosco e não tenha vontade mais de sair dEle!

Que Ele perca as horas, que Ele adormeça ali, descanse ali e traga de uma vez toda sua mudança e ali encontre correspondência do nosso amor por Ele!

jesus-getsemaniJesus_and_Child_garden_2Jesus chorou muito e transpirou sangue no jardim do Getsêmani por nós!

É tempo de O chamarmos para o nosso jardim não para chorar, mas para se alegrar conosco!

Eu quero isso! Espero que você também o queira! É minha oração em nome de Jesus

Um abração forte!

Que Deus te abençoe!

Gean Pierre

(Escrito em 16/09/2009 – 20:00h – Itajaí / SC)

Anúncios

2 Respostas to “O Jardim do Nosso Coração”

  1. Muiiiiito Lindo,Deus reina em teu falar irmão.Me motivou muito as palavras do Pai. É uma benção tudo o que vc escreeveu . Dou graças ao Senhor por ter pessoas abençoadas como vc, para falar desse amor tão maravilhoso que é do Senhor Jesus. Abraço!

  2. Que Deus continue dando sabedoria no seu trabalho porque é muito lindo para ler e refletir no nossos dias em que enfrentamos. Que Deus te abençoe muito. Fique na paz do Senhor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: